Início Barber Um bate-papo com Crystal Ann Heric e Fernanda Perretto

Um bate-papo com Crystal Ann Heric e Fernanda Perretto

0
295

As profissionais, que representam a American Crew, falaram com o Portal Beauty Fair com exclusividade

Crystal Ann Heric e Fernanda Perretto em ação no palco do 2º Congresso Internacional Barber


Depois da apresentação no palco do Congresso Internacional Barber (veja mais sobre o evento aqui!), Crystal Ann Heric e Fernanda Perretto continuaram falando sobre o universo barber, mas dessa vez com exclusividade para o Portal Beauty Fair.

Ambas falaram sobre a presença da mulher na barbearia. Veja a seguir a opinião de Crystal Ann Heric, que atua como AllStar Educator na American Crew desde 2014, tem experiência pela Groom for Men com uso do método Menswork e tem talento reconhecido e valorizado por muitos profissionais da área; e de Fernanda Perretto, que tem 26 anos de idade, nasceu em uma família de cabeleireiros, cresceu no mundo da beleza e começou a estudar aos 16 anos para seguir na profissão.

Crystal Ann Heric é AllStar Educator na American Crew desde 2014

Beauty Fair: A marca é voltada ao público masculino e a representatividade da mulher como barbeira ainda é pequena, principalmente aqui no Brasil. Como você enxerga esse cenário sendo mulher e representando a American Crew?
Crystal Ann Heric: É um novo momento em que a barbearia se abre e enxerga isso como uma oportunidade de respeito da mulher na barbearia. Me sinto muito honrada com essa responsabilidade.

Beauty Fair: Além de termos poucas barbeiras, algumas mulheres que gostam do estilo de corte feito em barbearias, se sentem constrangidas em entrar num ambiente tido como masculino e acaba não encontrando o corte em salões de beleza. De que forma a marca enxerga esse fato?
Crystal: O que importa é a forma. Se você tem uma forma, como é o caso da American Crew, que existe um modelo, não importa onde você vai cortar. Se houver uma educação a esse respeito, isso não passa mais a ser uma questão cultural de espaço de menina e espaço de menino.

Fernanda Perretto já acumula 10 anos de experiência na área

Beauty Fair: Hoje, no congresso, vimos a maioria do público ser masculina e ainda não vemos, no Brasil, tantas barbeiras. Estou vendo o quanto você está emocionada. Conta para nós o que tanto te emociona?
Fernanda Perretto: Eu me emociono demais porque quando eu escolhi trabalhar com barbearia não era esse mercado tão grande no Brasil como é hoje em dia. E sempre que eu falava para as pessoas que queria ser barbeira, a galera ria porque ‘como uma mulher vai ser barbeira?’, principalmente uma mulher jovem.

Beauty Fair: Como tem sido atuar como representante da American Crew no Brasil?
Fernanda Perretto: Eu entrei na American Crew ano passado e a maioria das pessoas que eu encontrei nos cursos que fiz falava que levava anos para virar um educador internacional da marca, cerca de 8, 10 anos. Em um ano me tornar uma educadora internacional deles é uma parada absurda, sendo mulher, num país em que muitos barbeiros dizem que barbearia não é lugar de mulher. É um lugar de mulher, sim.

Beauty Fair: Qual é o seu maior desafio profissional hoje, além de representar a mulher na barbearia?Fernanda Perretto: Conseguir me comunicar em outras línguas. Técnica, quando você está numa empresa como a American Crew, que te provém educação, você aprende, treina e se aperfeiçoa, mas o que mais estava pegando era a questão da língua. Também me mudei de Curitiba (PR) para São Paulo (SP) e abandonei seis anos de barbearia lá para dar cursos aqui. Então, estamos recomeçando depois de muito tempo. A vida é um eterno recomeçar.

Por Rosiana Alda
Fotos: Talita Garcia

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu nome aqui
Por favor digite seu comentário!