7 A 10 DE SETEMBRO
Expo Center Norte - SP
Entrar / Cadastrar

TELEVENDAS: (11) 3181-5197

WHATSAPP: (11) 97961-0275

Início Destaques Tiago Carvalho aponta as diretrizes da divisão de produtos profissionais de L’Oréal...

Tiago Carvalho aponta as diretrizes da divisão de produtos profissionais de L’Oréal no Brasil

0
884

Inovação, digitalização, conexão e compartilhamento são os quatro pilares da gestão do executivo


Há um ano a L’Oréal Brasil conta com a experiência de Tiago Carvalho como diretor da Divisão de Produtos Profissionais. Formado em Marketing e pós-graduado em Gestão de Empresas, o executivo, que nasceu em Portugal, chegou ao Brasil com a missão de inovar a marca em solos brasileiros. Tiago atua no Grupo há 16 anos, tendo iniciado sua carreira profissional em seu País de origem. Já a sua primeira experiência internacional foi no México para depois dirigir as ações da marca em toda a América Latina durante um período na Argentina. “Estou muito feliz por estar no Brasil assumindo a divisão profissional. O mercado de beleza brasileiro é muito diferente de outros mercados, principalmente do mercado europeu. O Brasil é o País da diversidade e trabalhar em um lugar onde se tem uma mistura étnica e cultural é maravilhoso. Torço para que essa seja uma experiência diferenciada e vencedora”, disse Tiago, que conversou com o Portal Beauty Fair e contou um pouco de suas ideias à frente de L’Oréal Professionnel. Confira!

Beleza brasileira
“Acho incrível a forma como a mulher brasileira encara a beleza, em especial, o ritual no salão. Aqui se tem um apelo emocional atribuído ao profissional. Esse aspecto faz do mercado brasileiro um dos mais interessantes do mundo. Por isso, o Brasil é o quarto maior mercado de beleza do mundo, sendo o quarto maior em tratamentos capilares e o segundo maior em coloração. Particularmente, e profissionalmente, atuar no Brasil é um desafio muito grande!”

Desafios na gestão

“A minha gestão no País está fundamentada em quatro pilares fundamentais: inovação, digitalização, conexão e compartilhamento”.

Inovação – “Pretendo trazer e desenvolver inovações adaptadas às consumidoras brasileiras. Sabendo que o Brasil é um País muito especial para o mundo da beleza, especialmente para a L’Oréal, essa é a minha primeira grande missão”.

Digitalização  “Vamos trabalhar a transformação digital do nosso negócio. Com o advento das redes sociais e a capacidade de comunicação direta com o consumidor, as marcas devem investir em transformação digital. Esse é o segundo maior desafio e já levamos algumas coisas para Beauty Fair, como o Salon Emotion e o Style My Hair”.

Conexão – “O terceiro desafio fundamental é a conexão com o consumidor. O profissional é o nosso core business há 109 anos, mas queremos estreitar cada vez mais esse relacionamento, oferecendo sempre o que nossos consumidores desejam, seja através de produtos, seja a presença em diversos canais de distribuição ou em uma comunicação mais direta”.

Compartilhamento – “E a última, mas não menos importante, é a forma como compartilhamos essa beleza com todos. Temos um projeto institucional que se chama Sharing Beauty With All, uma responsabilidade social da Divisão Profissional de L’Oréal para ajudar a desenvolver as comunidade carentes com cursos gratuitos de formação em beleza profissional. Outra maneira de compartilhar são nossos projetos para criar salões de beleza sustentáveis”.

Investimento em educação
“A educação é o coração do nosso negócio. Quando o nosso fundador criou a marca em 1909, sem saber, ele criou uma plataforma de formação. Nós continuamos a fazer disso uma parte muito importante do nosso negócio, pois só através da educação agregamos valor à indústria. Procuramos criar constantemente momentos de educação, mostrando técnicas e tendências acessíveis para que os profissionais possam levar para o dia a dia do salão.”

O promissor mercado de coloração

“Atualmente, a coloração é a categoria chave da marca. É a melhor ferramenta de conexão com a consumidora final, pois transformamos  diretamente o visual dela no salão. Com o desejo de que cada vez mais consumidoras entrem nessa categoria, foi que pensamos no Style My Hair, já que o medo é o que mais impede as mulheres de acessarem essa categoria. Em 2018, a L’Oréal elegeu a coloração como uma categoria chave para o nosso negócio e, hoje, ela representa cerca de 40% das nossas vendas no Brasil. Tratamento ainda é a primeira, mas sentimos internamente que coloração é a nova maquiagem. Assim como aconteceu e acontece na maquiagem, queremos tornar a coloração o objeto de desejo das mulheres de todas as faixas etárias.”

 

Beauty Fair 2018
“A nossa intenção na Beauty Fair 2018 não foi puramente comercial. É óbvio que desenvolvemos relações de negócios durante a feira, mas participamos para aumentar a notoriedade da nossa marca. L’Oréal Professionnel é a marca número um quando falamos em produtos profissionais, Redken ainda tem muito a crescer no território nacional e o nosso indicador de participação foi justamente esse: como mantemos L’Oréal Professionnel com um nível de notoriedade alto e aumentamos a visibilidade de Redken? Outro motivo foi o engajamento que poderíamos gerar com os profissionais e consumidores durante os quatro dias de feira. Vamos analisar quantas pessoas passaram pelos nossos estandes, quantas interagem com as nossas iniciativas na feira e nas redes sociais. Esses são os indicadores para medirmos o sucesso na Beauty Fair 2018.”

Por Janaína Alves

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu nome aqui
Por favor digite seu comentário!