7 A 10 DE SETEMBRO
Expo Center Norte - SP
Entrar / Cadastrar

TELEVENDAS: (11) 3181-5197

WHATSAPP: (11) 97961-0275

Início Capa Digital Personalização: um tratamento capilar para cada cliente

Personalização: um tratamento capilar para cada cliente

0
359

Um bom diagnóstico para entender as necessidades de cada pessoa pode trazer não só bons resultados, como um aumento de rendimento para você!


Identificar as necessidades de cada cabelo e oferecer um tratamento é algo comum entre os salões, mas o que tem estado em alta – e vale dizer: agradado muito a clientela! – é a customização dos tratamentos capilares. Para Alison Salles, hairstylist de Porto Alegre (RS), o cuidado individual é a chave de sucesso para fidelizar e atender bem a clientela. “Quanto mais a cliente percebe que aquele cuidado é especial e dedicado à ela, mais isso faz diferença no atendimento. A experiência e o conhecimento do profissional, o atendimento – desde a recepção até a análise do fio – dão valor ao trabalho e acabam fidelizando um cliente disposto a pagar o preço, mesmo alto, de um bom resultado”, comenta.

Estar preparado para essa onda de mercado é sinal de estar aberto às oportunidades. “Hoje o mercado está tão veloz que, se as empresas não se adaptarem aos novos consumidores, ela vai deixar de existir. Os serviços devem estar preparados para essa demanda, assim como é preciso ter conhecimento e algum diferencial”, ressalta o hairstylist gaúcho.

Um período perfeito para apostar nessa personalização de tratamento é o pós-verão. A estação, queridinha dos brasileiros, causa muitos danos aos fios devido às altas temperaturas, a exposição ao sol e bastante contato com a água, sem falar do excesso de resíduos deixados por produtos capilares, utilizados em grande quantidade no período. Para a cosmetóloga Sônia Corazza, o cabelo já vai para as férias com danos e intensifica os estragos da estação. “Ele está danificado do dia a dia pelo envelhecimento e fatores externos. E quando o cabelo fica na piscina, ele sofre um dano. Ou seja, ele já vai para o sol danificado. Por isso precisamos entrar com os tratamentos especiais”, diz.

Identificando necessidades
Se personalizar é a palavra da vez, é preciso, antes, diagnosticar. “Não é só sobre a tipologia, tem também as condições do fio. Juntos, esses fatores entregam ao profissional o que está faltando naquele cabelo. O grande erro é trazer o mesmo tratamento para todo mundo”, comenta Sônia.

Para identificar os danos individuais, dedique cerca de 15 minutos do seu atendimento para analisar os fios. “Separe uma mecha do cabelo, estique e passe os dedos – sentido ponta/raiz – cerca de dez vezes. É nesse amontoado de cabelos que vamos sentir a quebra”, ensina a cosmetóloga. Outra dica é arrancar um fio e esticá-lo várias vezes para sentir a elasticidade. “Passar os dedos pelo cabelo, raiz e pontas com os olhos fechados é outra técnica. Isso permite sentir melhor a saúde e a situação dos fios”, explica.
Além disso, o número de fios, comprimento e tipologia, se o cabelo é liso, ondulado, encaracolado ou crespo, também devem ser questões analisadas durante o diagnóstico que antecede o tratamento.

Reparando danos
Depois do diagnóstico é hora de cuidar dos cabelos e, estar atento aos ativos ideais para cada necessidade é imprescindível nesse momento. Pensando em cabelos extremamente ressecados, por exemplo, podemos adotar (e lembrar de personalizar), o seguinte:

Vai verão, vem verão
“Verão é estadia, as clientes vão e abusam da estação. Temos uma queda no dano térmico, causado pelas chapinhas e secadores, mas em contrapartida, temos o sal do mar, o cloro da piscina”, explica Alison.

Listamos algumas deficiências da época e necessidades dos fios para você ficar atento e saber como cuidar melhor de suas clientes:

– Elasticidade: o cabelo está com afinamento, sem proteínas e com perda de lipídeos, água e aminoácidos. O fio está pobre;
– Porosidade: o fio perdeu lipídeos e umidade e necessita de hidratação e emolientes;
– Quebra: quando as madeixas chegam nesse estágio, estão sem água, cisteína e lipídeos, e é necessário a devolução de aminoácidos;
– Seco: o fio está sem brilho, perdeu a textura e a maciez, o toque não é tão confortável e o cabelo está precisando de hidratação;
– Opaco: se depois de reparar os danos o cabelo continuar sem refletir a luz, entram em ação os finalizadores com silicone, que devolverão o brilho aos fios.
– Mudança de cor: com a química afetada, o cabelo fica amarelado e muitas vezes manchado, neste caso, é necessário limpar, refazer a cor e depois tratar, de acordo com a necessidade individual.

Confira também:
Protocolo de tratamento no pós-verão
Hair Care: lucre mais através dos tratamentos
Pós-Verão: os melhores produtos do mercado para tratamentos
Reconstrução capilar: protocolo de tratamento no pós-verão

 

Por Isabela Lessak
Fotos: iStock

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Nenhum produto no carrinho.