Início NOTÍCIAS NRF2020: O papel da loja física no varejo do futuro

NRF2020: O papel da loja física no varejo do futuro

0
484

Reinventar a loja e se aproximar do consumidor, que deve ser o centro de sua estratégia, são pontos fundamentais para se adequar ao – não tão – novo momento

A NRF de anos atrás chegou a decretar a morte do varejo físico e acendeu um alerta nos negócios de muitos empresários. Depois de um tempo, o evento começou a discutir e a dar exemplos para mostrar que há, sim, espaço para a loja física no mundo moderno. A missão não é fácil, mas fundamental para trazer – de volta – os consumidores.

Ao reinventar a loja física, a palavra de ordem é a colaboração e co-criação com a comunidade de fãs da marca e precisa ser um hub de relacionamento e conexão com os consumidores. O brasileiro Eduardo Serrentino, especialista em varejo, palestrou na NRF e apresentou cases inspiradores das marcas Farm, Rituals e Melissa. “As lojas continuarão a ser um destino para os clientes, mas precisam evoluir para entregar mais valor aos consumidores, elevando o nível de experiência”, disse Serrentino.

E, considerando que o centro de qualquer estratégia para o varejo deve estar ancorado no consumidor e em dados, Serrentino compartilhou 4 perspectivas importantes para o sucesso do negócio:

Perspectiva de estratégia 
⁃ Aquisição de clientes e retenção 
⁃ Captura de dados
⁃ Relacionamento e engajamento 
–  Entrega e fulfillment 
⁃ Plataforma de serviços (não só venda de produtos)

 Perspectiva operacional  
⁃ Dados orientados por localização, sortimento, preço, promoção, inventário e força de trabalho 
⁃ Omnichannel  

 Perspectiva financeira  
⁃ Novos KPIs (novas formas de mensurar investimentos)
⁃ Novas receitas (serviços, fornecedores)

 Perspectiva do consumidor 
⁃ Relacionamento sem atritos 
⁃ Processo de compra fácil 
⁃ Conveniência
⁃ Personalizável 
⁃ Alta experiência

Por Deborah Huff, de Nova York
Imagem: iStock

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu nome aqui
Por favor digite seu comentário!