7 A 10 DE SETEMBRO
Expo Center Norte - SP
Início NOTÍCIAS Homens Mercado da depilação é promissor para homens

Mercado da depilação é promissor para homens

0
1306

O setor está de portas abertas para os novos profissionais. Saiba mais!


Os homens estão cada vez mais vaidosos e o mundo de beleza se adapta aos costumes masculinos para que eles se sintam mais à vontade durante os procedimentos. Mas hoje, os homens não ocupam apenas o papel de consumidores de beleza e, cada vez mais, se aventuram em áreas que antes eram destaque entre as mulheres. E a área da depilação é uma delas.

Ricardo participando da Beauty Fair 2018 (Foto: Arquivo Pessoal)

Ricardo Triano é depilador e entrou na área há dois anos. A crise financeira foi o pontapé para iniciar-se na carreira, que se mostra promissora para os homens que desejam se especializar. “Minha mãe é depiladora e esteticista e foi ela quem me incentivou na nova profissão, pois era grande a procura do público masculino e muitas profissionais não atendem homens. Com isso, enxerguei a oportunidade e decidi me aperfeiçoar”, contou o profissional.

Num mercado que caminha a passos largos, Odirlei Calegari também enxergou uma oportunidade quando não encontrava profissionais que atendessem, exclusivamente, homens e decidiu largar tudo para seguir a profissão. “Eu trabalhava na indústria e não estava feliz. Decidi fazer o curso de depilação, tanto para a auto depilação quanto para uma renda extra. Comecei em um quarto vago, atendendo conhecidos, mas o trabalho ganhou proporção e eu abandonei a carreira e abracei a depilação”, relatou.

Odirlei durante treinamento (Foto: Arquivo Pessoal)

Mercado de trabalho promissor
Para o depilador Odirlei, esse mercado caminha bem e ele destaca que há muitas empresas investindo na área com foco nos homens. Ele acredita que a depilação masculina deve crescer muito. E, mesmo que o mercado seja promissor e haja espaço, é preciso ficar antenado à concorrência. Segundo Odirlei, a procura por parte dos homens pela profissão ainda é pequena e as mulheres estão na corrida para conquistar o público masculino. “O que vemos é uma vontade das mulheres de entrarem na área de depilação masculina. Mas quando falamos de concorrência, acredito que a oferta de mercado ainda é muito grande. Os profissionais que fazem um trabalho sério e correto sempre serão procurados”, afirma.

Formação e estudos
Estudar a área, produtos, técnicas e atendimento é primordial para o profissional que iniciar ou alavancar seu negócio. Além do curso específico de depilador, a dica dos profissionais é buscar outras especializações, como estética, biossegurança e até áreas como massoterapia e cosmetologia. “Com o estudo você aprende os diferentes tipos de pele, qual a melhor técnica a ser aplicada, qual produto mais indicado para determinado tipo de pelo, como tratar irritações, além de trazer uma bagagem técnica com fundamento científico. Ou seja, você sai da teoria e começa a conhecer o que tem comprovação pela indústria e pela ciência”, reforça Ricardo.

Além de se inscrever em cursos profissionalizantes, os profissionais ressaltam a importância dos workshops e congressos. “Tudo isso abre um universo de informações importantíssimas para o profissional, pois você aprende mais sobre a pele, tratamentos para irritações, foliculite e cosméticos associados à depilação”, diz Ricardo.

(Foto: iStock)

Área de atuação
Geralmente, a opção dos homens depiladores é atender somente o público masculino que busca no profissional confiança e privacidade. Ricardo ressalta que não faz propagandas nem divulga seu trabalho para o público feminino, mas que por conta das indicações já abriu exceções. “Atendo as mulheres duas vezes na semana. Nesses dias a agenda é somente feminina e nos demais dias somente para os homens. Fiz isso para manter a privacidade de atendimento de cada um”, aposta Ricardo.

Como se posicionar no mercado?
Se a concorrência começar a crescer é importante estar bem posicionado. Odirlei dá algumas dicas para essa tarefa e, segundo ele, é necessário conhecer seus concorrentes próximos, saber o que eles oferecem e como fazem e, a partir disso, formatar seus preços e linha de trabalho. “Muitas vezes eu não consigo fazer um preço menor do que é oferecido lá fora, porém quando os clientes conhecem meu trabalho, eles voltam. É indispensável ter um diferencial, isso traz mais clientes, traz o boca a boca e quando alguém te indica é porque gostou”, disse Odirlei.

Ter um plano de negócio voltado para o cliente, orientando sobre pré e pós-depilação, é a dica de Ricardo. “É preciso zelar pelo bem-estar e saúde do freguês. No meu atendimento, antes dele vir, recebe um lembrete com os cuidados de pele no dia ou na semana que antecede e, após o procedimento, ele recebe outra mensagem com os cuidados pós”.

(Foto: ShutterStock)

Pacotes de atendimento
Descontos progressivos e pacotes com tratamentos auxiliares são uma saída para se destacar em relação ao atendimento. Odirlei explica que os descontos são bons tanto para agradar o cliente, quanto para a utilização total dos produtos que não podem ser reutilizados. Outro ponto, segundo ele, é oferecer pacotes com esfoliação corporal ou massagens, fazendo com que o cliente volte não apenas para o procedimento de depilação em si. Esses pacotes podem ser semanais, quinzenais ou mensais, variando de acordo com a necessidade do seu cliente.

O profissional afirma que ter conhecimentos em estética corporal e facial pode enriquecer não só o trabalho, mas também os pacotes. “Expanda seu negócio! Outra coisa que eu adaptei é uma lojinha para que o cliente faça seu tratamento home care. Você o incentiva a se cuidar e isso demonstra cuidado”, finaliza.

De profissional para profissional

(Foto: iStock)

Nunca parar de estudar é o ponto-chave para se dar bem na profissão. “Você precisa aprender métodos, técnicas e produtos e tem que se preocupar com a segurança e a saúde do cliente e também com a sua como profissional. Se posicione com respeito, postura, boa conduta e ética para conseguir transmitir isso ao cliente e conseguir ganhar sua confiança”, conclui Ricardo.

Já Odirlei ressalta a importância de oferecer um bom serviço e estudar, além das técnicas, o mercado e a concorrência. “Se prometeu para o cliente, cumpra. Tenha, por mais simples que o espaço seja, a biossegurança tanto do profissional quanto do cliente. As pessoas sempre chegam com vontade de bem-estar, de qualidade de vida. Ele não vai descontar problemas em você e é necessário uma boa energia para que ele se sinta acolhido”, finalizou Odirlei.

 

Por Isabela Lessak

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu nome aqui
Por favor digite seu comentário!