Julio Castro: Existe fórmula de sucesso no universo barber

0
120

Meu foco está na educação. Já tenho cursos online e desenvolvo um trabalho com a Redken Brews de barber coach ou, em outras palavras, de agente multiplicador. Viajarei pelo Brasil com o time e serei responsável por apresentar os looks da marca. Mas não faremos um trabalho de divulgar por divulgar. Iremos criar quase que um sistema para que esses cortes possam ser traduzidos para qualquer realidade.

Como não gostamos de nada engessado, precisamos transformar algo que existe em realidade para todos os públicos e isso não acontece somente ao atuar como barber coach. O barbeiro precisa entender que os cortes de cabelo são algo regional e você percebe o mesmo corte em diferentes localidades, mas com características distintas.

Uma região periférica, por exemplo, acompanha uma tendência de cabelos mais simétricos, muito desenhados, extremamente quadrado. E, para apresentar algo para esse público, é preciso fazer uma adequação, mas sem fugir da realidade de cada lugar. Não adianta querer impor um estilo, pois a ideia não vai pegar no local. Se você trabalha em São Paulo, sabe que o cliente já chegará procurando por um Undercut, por um Slick Back, por exemplo. Mas, em São José dos Campos, no interior de São Paulo, onde atuo, ele vai mostrar o corte que deseja.

Embora nem sempre o que o cliente deseja ou mostra seja ideal para ele, precisamos adaptar o corte para ele, exatamente como fazemos quando falamos em traduzir os estilos em regiões diferentes. Ser transparente, dizer que sua orientação segue seu conhecimento técnico e ter argumentos é fundamental para conquistar o cliente. Principalmente em um momento em que o número de barbearias tem crescido assustadoramente.

Há uma estimativa de mercado de que o homem fica cinco anos com o mesmo barbeiro e, portanto, ele é mais fiel do que a mulher, é mais tradicional. E quando ele troca de profissional, ele fica levemente inseguro e você também precisa transmitir segurança para ele. Isso sem falar em oferecer um diferencial. Eu costumo dizer que existe uma fórmula para o sucesso: 50% é técnica e os outros 50% está no atendimento. Por isso, mais do que criar cortes, você precisa criar experiência para o seu cliente. Esse é o segredo.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui