fbpx
Início Coronavírus Instituições de beleza apoiam pleito em favor dos pequenos negócios

Instituições de beleza apoiam pleito em favor dos pequenos negócios

0
2664

A Associação Brasileira de Salões de Beleza lidera movimentação em que solicita intervenção e respaldo do Sebrae

Em um cenário em que se considera total isolamento para evitar a transmissão do Coronavírus, profissionais autônomos de beleza podem sofrer grandes consequências, já que dependem única e exclusivamente dos rendimentos provenientes dos serviços que realizam diariamente no salão.

De olho em todos os perfis profissionais da categoria de beleza, a Associação Brasileira de Salões de Beleza – ABSB, apoiadas por importantes instituições de beleza, entre elas a BEAUTY FAIR, encaminhou ao Sebrae Nacional um pleito, onde faz algumas solicitações em prol dos pequenos microempresários e dos pequenos negócios de beleza.

De acordo com o documento, o Brasil tem hoje mais de 100 mil salões de beleza trabalhando de forma regular e ainda pelo menos mais de 50% deles trabalhando na informalidade.

O Brasil registra hoje mais de 970 mil MEIs de Beleza trabalhando em parceria formal junto aos salões de beleza e mais de 600 mil colaboradores, como recepcionistas, coordenadoras, estoquistas, faxineiras, manobristas e auxiliares e estima-se que mais outro milhão entre profissionais e colaboradores trabalhando informalmente.

O setor de serviços cresceu 1% em 2019, interrompendo uma sequência de quatro anos sem resultados positivos: 2015 (-3,6%); 2016 (-5,0%); 2017 (-2,8%) e 2018 (0%). Os dados foram divulgados pelo IBGE.

Veja abaixo as principais reivindicações do pleito elaborado:

  • Isenção, Anistia de 15 de Março até 30 de MAIO (prorrogável segundo avaliação de cenário) do recolhimento do Simples Nacional, ou em Empresa de Porte Maior dos tributos equivalentes do Setor de serviços de Beleza, em contra partida para manter os empregos;
  • Interlocução junto a ABRACE, ACIC para que haja redução de alugueis inicialmente de 30 % ou superior,  proporcionalmente registrado por índices oficiais;
  • Interlocução junto a concessionárias de água e energia para concessão de maior tolerância no prazo de pagamento do nosso setor, evitar cortes neste período de crise e isolamento e aplicar a menor faixa de tarifa disponível em suas classes de consumo;
  • Disponibilizar crédito através de bancos públicos e privados imediato para os MEI e Empresa do Sistema do Simples Nacional, independente de restrições que constam hoje em seus CNPJs;
  • Sensibilizar a indústrias fornecedores de insumos para os salões de beleza a dar mais prazo para o pagamentos das compras, visando dar fôlego aos pequenos negócios.

Veja abaixo o documento do pleito na íntegra:

Por Redação
Imagens: Divulgação ABSB

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu nome aqui
Por favor digite seu comentário!