Início NOTÍCIAS 8 Insights da NRF 2018 para o varejo de beleza brasileiro

8 Insights da NRF 2018 para o varejo de beleza brasileiro

0
3194

Insights BRF 2018

Eduardo Terra e Alberto Serrentino, consultores de varejo que acompanham a DelegaA�A?o Beauty Fair durante a viagem A� Nova Iorque, fizeram uma curadoria de todo o conteA?do apresentado durante a 107A? ediA�A?o da NRF e traduziram os ensinamentos em forma de insights para que os varejistas brasileiros possam aplicar os conceitos em seus negA?cios.

Confira:

1. GlobalizaA�A?o: um varejo global por uma nova perspectiva

A pesquisa da Deloitte, que lista os 250 maiores varejistas do Mundo, mostra que o Walmart continua em primeiro no ranking, mas aos poucos vai sendo alcanA�ado por outras importantes empresas, como a Amazon.

Outro ponto importante de se destacar A� o share que a Europa vem perdendo para a A?sia, que aumentou em 5% em 2 anos. Ou seja, a A?sia vem avanA�ando bastante no varejo e e preciso estar atento A�s inovaA�A�es e movimentos para se manter competitivo.

O crossbord, que A� quando vocA? compra de e-commerces de outros paA�ses para receber no Brasil, A� um conceito e oportunidade para as marcas brasileiras avanA�arem em sua internacionalizaA�A?o.

2. Pagamento mA?vel e criptomoedas

Na China, o papel moeda quase sumiu e essa nova forma de pagamento tira o governo da histA?ria. O Bitcoin nA?o A� uma moeda transacional, mas traz uma discussA?o importante sobre o futuro da moeda no mundo.A� Na A?sia, o QR code jA? tem sido uma forma de pagamento e na China, por exemplo, caixa eletrA?nico virou peA�a de museu, literalmente. Em resumo, A� importante ficar atento a essas novas formas.

3. Bespoke retail

Esse termo foi apresentado por Eduardo Terra e Alberto Serrentino e indica um varejo sob medida. Um exemplo A� o Uber, que faz uma alquimia de soluA�A�es para resolver um problema.

Esse conceito de bespoke (sob medida, em traduA�A?o livre), estarA? presente nos canais (cliente compra do jeito que quiser), nos produtos (com tecnologia, como prateleiras infinitas, por exemplo), nos preA�os (omnicanalidade nA?o inclui preA�os iguais), nos serviA�os (clientes diferentes desejam ser atendidos de forma diferente), ofertas (precisa saber no que o seu cliente tem interesse; nA?o dA? para enviar um tablA?ide com ofertas de carnes para quem A� vegetariano, por exemplo), entregas (permitir que o consumidor opte pela forma que preferir: entrega em casa, compra online com retirada na loja fA�sica, etc.).

4. Tecnologias emergentes

Nesse insight, entram as questA�es de check outs com menos atrito, robA?s para melhorar a experiA?ncia do cliente, realidade aumentada e virtual, identificaA�A?o de produto usando RFID ou beacons. A� preciso ter a soluA�A?o para nA?o perder venda.

5. Dados, Big Data, analytics, decisA?o e resultados

SA? ter os dados e nA?o usA?-los nA?o faz sentido. As empresas precisam captar as informaA�A�es e utilizA?-las para ter poder de decisA?o. NA?o adianta ter uma massa de dados robusta e nA?o ter quem tome decisA?o sobre isso.

6. Amazon invade o varejo fA�sico

A empresa desafia o varejo pela velocidade e capacidade de inovaA�A?o. AAmazon Go, por exemplo, nA?o A� um supermercado; a Amazon Book nA?o A� uma livraria. A Amazon e uma empresa de dados e tecnologia que vende coisas, como Doug Stephens bem definiu.

O varejo fA�sico entra na estratA�gia da Amazon por meio de parcerias com marcas, abrindo pop-ups stores para vender fisicamente.

7. TransformaA�A?o digital e ecossistemas

As fronteiras do mundo digital comeA�a a se fundir, tornando esse universo mais complexo.

O ecossistema do mundo digital significa combinar market place, ecommerce, pagamento, conteA?do e serviA�os para entregar tudo o que A� necessA?rio ao cliente.

8. O que A� loja?

Loja A� tudo: ponto de venda, de compra, de entrega, de logA�stica, serviA�os.

A simplicidade precisa estar em tudo, mas tambA�m A� necessA?rio ter sofisticaA�A?o para dar robustez, agilidade e facilidade. O ponto-chave A� nA?o complicar.

O varejo precisa ser mais do que vendedor de mercadoria; tem que ser analA�tico, curador de oferta. A Nike e um bom exemplo, pois transforma o ponto de venda em um espaA�o de experiA?ncia, com elementos que te fazem querer voltar.

9. LideranA�a digital

Esse A� um aspecto fundamental nos dias de hoje e significa ter habilidades, competA?ncias e fazer as transformaA�A�es necessA?rias para a empresa avanA�ar. A� um desafio complexo pelo qual o varejo precisa passar. A� preciso que os lA�deres sejam desafiados e tambA�m encontrem as pessoas certas para esse desafio, que estejam engajadas.

 

Veja fotos exclusivas da DelegaA�A?o Beauty Fair NRF 2018

 

Com informaA�A�es de FabA�ola de Freitas, de NY.

Fotos: Edson Flausino Jr. (divulgaA�A?o Beauty Fair).

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu nome aqui
Por favor digite seu comentário!