Início Capa Digital Hair Care: lucre mais através dos tratamentos

Hair Care: lucre mais através dos tratamentos

0
519

Com crescimento acima da média, o Brasil se torna uma potência em relação a cuidados capilares nos salões de beleza


Os cabeleireiros são como consultores femininos e o movimento de recuperação de sua principal matéria-prima – os cabelos – tem sido cada vez mais intensificado por esses profissionais. Afinal, quando a mulher está com seus fios tratados e bonitos, ela entende que foi seu cabeleireiro que a ajudou e retorna ao salão, se tornando fiel àquele profissional.

Há cerca de 16 anos, o Brasil viveu uma revolução capilar com o ‘boom’ da escova progressiva, desenvolvida por cabeleireiros do subúrbio carioca. Muitas mulheres se renderam ao procedimento e a outros ativos químicos que também agem na estrutura capilar. Além disso, ainda está o fato de que a mulher brasileira se rendeu totalmente ao loiro. Mas o que isso significa? Com tantas intervenções capilares, os fios dessas mulheres sofreram muitas agressões. “A mudança capilar faz parte do DNA das brasileiras e está ligada ao emocional dessa mulher. Ela precisa mudar para se sentir bem e feliz, mas tudo tem seu preço. O mercado de tratamento é estratégico nesse sentido para a indústria. O Brasil tem dimensões continentais e é o mais diverso do mundo”, disse Amanda Piquet, gerente de tratamentos DPP Brasil de L’Oréal Professionnel.

Tratamento que vale ouro
Pesquisas recentes sobre as tendências de consumo disponibilizadas pela Euromonitor, indicam que, em 2021, o mercado de cuidados com o cabelo terá um aumento no faturamento de 16,5%, chegando a R$ 24,07 bilhões, o que representaria um crescimento médio anual de 3,1%. Neste mercado, uma das apostas mais marcantes da indústria são as máscaras capilares, alvo de constantes lançamentos. Seguindo a curva de consumo dos millennials, as marcas que se destacarão serão aquelas que, mesmo com maior valor agregado em seus produtos, apresentarão tecnologia aliada à sustentabilidade e, agora, também a influência de ativos consagrados na skincare. “A consumidora questiona, tem muita informação técnica e vive atualmente em um movimento onde o cuidado e a preservação conta muito, podemos ver isso nos dados da WGSN, por exemplo. A L’Oréal vai à fundo nos movimentos mundiais para entender o desejo da consumidora. Produtos com ativos extraídos do skincare serão a febre deste ano e os nossos lançamentos de 2019 estão alinhados a essa proposta. A personalização dos protocolos continuará em alta, pois a mulher vai acreditar mais em algo que foi feito especialmente para ela. Essa é a fórmula sucesso. Acreditamos que a melhor forma de incentivar o mercado hair care é trazer tecnologia de ponta e produtos que só o profissional tenha acesso”, acredita Amanda.

Em resumo, atenção redobrada aos clientes nascidos entre o período da década de 80 até o começo dos anos 2000!

O mercado na prática
Há 20 anos atuando no mercado da beleza, Renata Rodrigues, hairdresser do salão Squasso, de Niterói (RJ), sente a evolução das clientes na busca por cabelos mais saudáveis. “Hoje, a cliente tem mais ressalva sobre a teoria do ‘resultados a todo custo’. Elas ainda querem ser loiras ou manter o liso artificial, mas sem colocar em risco a saúde do cabelo. Elas estão cada vez mais informadas e exigentes e isso fez os cabeleireiros saírem da zona de conforto e correrem atrás para elevar o nível de expertise. Ida a congressos e troca de experiências com outros profissionais é algo que agrega muito no dia a dia”, reforça.

Segundo a profissional, os tratamento são excelentes para manter a cliente fiel à sua cadeira. “Química e hidratação é dupla obrigatória. Isso faz com que quem tem cabelos coloridos ou descoloridos mantenha uma frequência maior no salão para tratar o cabelo. O momento do corte também é, por exemplo, um momento ideal para o profissional fazer uma consultoria com mais calma e oferecer tratamentos. Não é porque o cabelo não tem química que não precisa repor água ou outros nutrientes. Passe confiança e mostre o resultado que a cliente volta mais vezes. Cuidado, atenção e respeito ao cabelo é o lema das clientes e deve se tornar o lema dos profissionais também. Isso não tem preço!”, orienta Renata.

Menos é mais
Outra dica importante que Renata compartilha é a atenção hora de aplicar os produtos. Isso otimiza o lucro e melhora a qualidade do tratamento. “Profissional precisa ter bom senso na hora de usar o produto e isso não é sinônimo de ser ‘pão duro’. Há tanta tecnologia embutida na fórmula que a quantidade importa menos do que a técnica de aplicação correta de cada fabricante. Exceder não garante que o cabelo está sendo bem tratado. O diagnóstico e conhecimento técnico são fundamentais para que o profissional extraia o melhor do produto e satisfaça a cliente”, finaliza.

Leia também:
Personalização: um tratamento capilar para cada cliente
Pós-Verão: os melhores produtos do mercado para tratamentos
Reconstrução capilar: protocolo de tratamento no pós-verão

Por Janaína Alves
Fotos Shutterstock

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu nome aqui
Por favor digite seu comentário!