7 A 10 DE SETEMBRO
Expo Center Norte - SP
Início NOTÍCIAS Acontece Carla Mathis, papisa do visagismo, marca presença na Beauty Fair 2017

Carla Mathis, papisa do visagismo, marca presença na Beauty Fair 2017

0
1039

O visagismo é a arte de criar uma imagem pessoal que revele as qualidades interiores por meio das características físicas e da linguagem visual de uma pessoa. O Simpósio de Visagismo na Beauty Fair 2017 trouxe diversos profissionais conceituados para falar sobre a expressão dessa individualidade, o impacto social da imagem, a adequação do corte e da cor de cabelo para afirmação da personalidade, a geometria facial na maquiagem e o uso das cores no processo criativo, além da reintegração de pacientes oncológicos por meio do estilo pessoal.

A palestra mais aguardada do evento, no entanto, foi “Arquitetura da Beleza”, com a norte-americana Carla Mathis, que atua como consultora de imagem há mais de 30 anos. Coautora do livro The Triumph of Individual Style e fundadora do Style Core Institute, instituição que oferece treinamentos em mais de 15 países, ela é reconhecida internacionalmente por seu trabalho voltado à beleza inerente do ser humano.

Ao longo de sua carreira, Carla tem ajudado milhares de homens e mulheres a recuperarem a autoestima e a autoconfiança. “Meu trabalho é fazer com que as pessoas se vejam como obras de arte”, explicou a consultora, que encara o corpo humano como algo perfeito, mas que precisa estar em harmonia com roupas, maquiagem, cabelo e acessórios, mas sobretudo com a personalidade de cada pessoa.

De acordo com a especialista, vários elementos devem ser considerados para a melhor expressão de quem somos por meio de nossa aparência. A imagem pode ser usada para representar a beleza única de cada pessoa e, como consequência disso, libertar seu potencial. “Quando alguém está bem consigo mesmo, é mais fácil sair para o mundo e ajudar a torná-lo um lugar melhor.” O desafio, segundo Carla, é entender quem você é, buscando inspirações que se encaixem em sua personalidade, seu estilo de vida, seu papel na sociedade. “Não coloque seu corpo em roupas que não funcionam”, aconselhou.

Mas como descobrir qual o visual mais adequado à sua identidade? Existem habilidades que podem ser desenvolvidas, para que uma pessoa aprenda a conhecer seus pontos positivos e valorizá-los. “Primeiro, tente se lembrar de quando era criança, de algo que fazia você se sentir realmente lindo”, propôs a consultora. A partir desse resgate, é possível reproduzir em sua vida adulta a mesma sensação.

“Olhe também para suas roupas. Vista-as, veja como elas ficam no corpo, confie em seus instintos. Quando for a alguma loja, não compre nada a não ser que realmente ame o produto”, explicou Carla. As fábricas produzem peças dentro de um padrão, mas as pessoas são diferentes umas das outras. Às vezes, será preciso consertar as roupas, ajustá-las para que fiquem perfeitas dentro das suas particularidades. “Para poder mudar as coisas, no entanto, é importante conhecer seu corpo e saber o que é melhor para ele.”

Por Katia Kreutz
Crédito das fotos: Camila Sarli