Início NOTÍCIAS Acontece 4 lições da Disney que podem ajudar os salões de beleza

4 lições da Disney que podem ajudar os salões de beleza

0
4183

A Beauty Fair levou um grupo de donos de salões para uma semana de imersão em Orlando para aprender mais sobre a Magia da Excelência Disney

Entre os dias 1 e 6 de junho, a equipe da Beauty Fair arrumou as malas e partiu para Orlando, na Flórida, com um grupo de donos de salões de beleza para uma semana de imersão no mundo Disney. O objetivo da viagem era entender como a magia deste lugar poderia inspirar e ajudar os proprietários dos salões de beleza a prosperar em seus negócios.

Afinal, uma empresa de quase 100 anos, com valor de mercado de U$$ 165 bilhões e que lucrou U$$ 12,6 bilhões no último ano, tem mesmo muito a ensinar.

Na agenda do grupo estava a visita à Première Orlando, uma feira local com diversas marcas e centenas de workshops; o curso sobre A Magia da Excelência, com Rodrigo Maruxo; uma visita aos bastidores dos parques Epcot e Magic Kingdom; e um jantar de confraternização.

Grupo com certificado do curso A Magia da Excelência, em Orlando (EUA)

E desta edição da #beauyfairtrip, separamos 4 lições que podem ajudar os salões de beleza a construírem negócios mais sustentáveis. Confira!

1. O preço está no valor

O que te leva a comprar um produto mais caro, claramente consciente de que existem opções mais baratas no mercado? Um café, um restaurante, um curso, um salão de beleza. Acontece algo assim na Disney, as pessoas não fazem conta, elas compram. Tem um valor emocional que só pode ser adquirido lá e em nenhum outro lugar.

Se valor é o que você recebe de volta, o que você está entregando para o seu cliente além do corte de cabelo, unhas bem pintadas e a coloração da moda? Se ela pode ter este serviço em qualquer outro lugar, porque ela voltaria ao seu espaço?

O insight aqui é criar conexões emocionais que só você pode oferecer. Seu cliente te escolhe, mesmo sabendo que você não é o mais barato.

 2. O inconformado

Walt Disney era um inconformado. Transformava as limitações em oportunidades.

Isso, pensando no ambiente dos salões, é falar para você mesmo que, “tudo bem, não posso fazer hoje desta forma, mas como posso fazer com o que tenho hoje?” Não tenho dinheiro para ter o melhor mobiliário, mas vou deixar meu salão confortável e agradável com o que posso pagar. Não posso fazer um curso internacional, mas posso fazer diversos outros cursos mais baratos e de ótima qualidade para continuar atualizado. Entende a diferença?

3. Contrate comportamento

Construir e treinar uma equipe de qualidade para o salão de beleza e, principalmente, mantê-la com você, parece ser um dos maiores desafios do empreendedor desta área.

Não é difícil ter notícias de que o salão perdeu vários colaboradores para outro ou não encontra pessoas certas e alinhadas com a proposta do espaço.

A dica dada no curso é que é mais fácil contratar pessoas com comportamento mais alinhado com a cultura da empresa e treinar melhor sua parte técnica do que o contrário. Quantas vezes os salões contratam excelentes profissionais, mas o demitem devido ao comportamento?

4. Em busca da excelência

Nunca aceite entregar menos daquilo que você faz bem. Todos os dias você tem a oportunidade de surpreender seu cliente.

Praticar excelência não custa mais caro! Mas envolve e engaja seu cliente. Excelência não é a pessoa perfeita, mas a que procura sempre fazer melhor, dentro das suas habilidades.

Para Walt Disney, isso é uma filosofia de vida e de amor. Não é cobrança de perfeição, é respeitar as limitações, honrar e respeitar quem você já foi, se aceitar e procurar ser melhor todos os dias.

E não termina por aqui…..

Rodrigo Maruxo, especialista em business excellence e instrutor do grupo em Orlando, ministrará uma palestra muito especial no Fórum Beauty Fair de Gestores de Salões de Beleza, que acontecerá dia 24 de junho, em São Paulo. Esta é mais uma oportunidade para você conhecer ainda mais sobre a filosofia Disney e sair com ferramentas mais consistentes para aplicar no seu negócio. Participe!

Por Deborah Huff, de Orlando (EUA)
Fotos: Divulgação

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu nome aqui
Por favor digite seu comentário!