Beauty Fair

  • faltam
  • 0
  • 3
  • 9
  • dias
Credenciamento Online TELEVENDAS
9a. Beauty Fair - De 7 a 10 de setembro de 2013 - Expo Center Norte - São Paulo - SP

Procure conteúdo por área:

Tratamentos a laser para combater as manchas do corpo e do rosto


por Redação en 30/03/2012

As manchas de pele são um pesadelo para a mulher que deseja manter uma aparência jovem, saudável e bonita. Para evitá-las, o tratamento a laser é o mais indicado e pode garantir resultados com sucesso se unidos ao cuidado de cada cliente.

 

Quando aparecem no rosto, podem ser dois tipos:

 

-Melasma: aparecem em sua maioria nas gestantes ou pós-gestação. Ainda não se sabe o verdadeiro motivo que as causam, mas podem estar associados a uma predisposição genética, uso de anticoncepcional e peles escuras, associado a exposição ao sol.

 

-Sardas: causadas pelo aumento da melanina.

 

Para o melasma, usa-se o laser Fracionado que promove cicatrização mais rápida, porém possui o risco de hiperpigmentação pós inflamatória (escurecimento de pele). O laser de Eribum também pode ser uma opção por ser menos doloroso e restaurar a pele. Contra as sardas, além do laser de luz pulsada que atingem com suas ondas de diversos comprimentos as células-alvo, a aplicação de cremes ajuda muito na redução dessas imperfeições do rosto.

 

As manchas que aparecem no corpo são chamadas de Poiquilodermia de civatte, provocadas pelo sol. “São uma mistura de manchas acastanhadas e com muitos vasos. É utilizado a luz Pulsada e o laser Genesis, que melhora a circulação dos vasos sanguíneos” explica a esteticista Renata Trazzi do Instituto Naturale (SP).

 

O melasma está entre as maiores queixas de aos profissionais da estética, fato que se explica pelo Brasil ser um país com muitos negros e mulatos, onde a patologia é mais freqüente. Melanoses solares nas mãos e pés e as hiperpigmentações também são reclamações que chegam com freqüência às clínicas.

 

Sobre as contra-indicações do tratamento, Renata explica. “O principal alerta para o uso de lasers é o tipo de pele. Pacientes com fototipo de pele IV a VI possuem um grande risco de hiperpigmentação após o procedimento com luz Pulsada, laser Fracionado, e mesmo o laser para depilação. Peles bronzeadas não devem ser tratadas com laser e a paciente deve ser muito bem orientada em relação ao uso do protetor solar para evitas as manchas”.

 

Os períodos mais indicados para realizar o processo são os meses frios e a média de sessões varia para cada tipo de laser. Se for Luz Pulsada, três a seis, já laser fracionado, apenas três. Outras poderão ser realizadas, mas com indicação de um dermatologista.